top of page

7 passos imprescindíveis para se tornar um Profissional de Business Intelligence


7 passos imprescindíveis para se tornar um Profissional de Business Intelligence

A área de Business Intelligence tem ganhado relevância dentro das empresas, sendo muito impulsionada pela necessidade de avaliações e tomadas de decisões pautadas em dados. Esse movimento tem trazido maior visibilidade para a área, e para de novos profissionais, ou àqueles em transição de carreira.


A demanda está longe de suprir a oferta. No dia da publicação deste blog, as vagas de Business Intelligence (independente da senioridade) no Linkedin, demonstravam um volume de mais de 13 mil oportunidades.


O mercado segue aquecido e é importante entender quais são os requisitos para trabalhar na área de Business Intelligence.


Neste artigo vamos abordar não apenas a questão de ferramentas, mas principalmente soft skills que é algo fundamental para uma melhor performance profissional.



# Passo 1: Estude sobre banco de dados, relacionamentos, processos de transformação, validação e carregamento de dados


Dificilmente o profissional de Business Intelligence se depara com uma base de dados estruturada, ou seja, o conglomerado de dados da empresa precisa ser mapeado, correlacionado, estruturado e carregado para que os outputs de análises, insights e relatoria sejam consistentes, confiáveis e acionável. Nesse caso o profissional de Business Intelligence precisa ter bem claro a questão conceitual de banco de dados, extração, transformação dos dados e carregamento dos mesmos (mais conhecido como ETL) Soft Skill: Olhar analítico, investigativo e questionador

Hard Skill: Conceitos de Banco de dados relacional, SQL, MySQL,


# Passo 2: Imersão e conhecimento das ferramentas de analytics


Não se preocupe em ter conhecimento aprofundado em todas as ferramentas de analytics para entrar na área de Business Intelligence ou dar andamento ao seu processo de transição.

O aprofundamento técnico e teórico em algumas ferramentas se dará à medida que você encontra necessidade de atuação no dia a dia, com base em objetivos de negócio.

Porém, se você já tem uma predisposição de se especializar em uma determinada ferramenta para se tornar referência, é uma ótima alternativa para o crescimento profissional. Mas, em muitos casos, algumas pessoas se perdem nesse universo infinito de ferramentas e possibilidades, por esse motivo separamos algumas das principais ferramentas de mercado que você pode emergir e conquistar melhor preparo para as entrevistas e até mesmo te guiar visando maior destaque de atuação nas empresas.

Soft Skill: Resiliência, colaboração, storytelling e proatividade.


Hard Skill: Excel, Power BI, Data Studio, Tableau, Google Analytics, Google Tag Manager, SQL.



Os Especialistas da the BI lab indicam o Curso com o melhor custo benefício de Power BI, completo com mais de 40 aulas e 15K alunos, Garantia de Satisfação:

Curso de Power BI do Básico ao Avançado

# Passo 3: Esteja sempre atualizado sobre as novidades tecnológicas e demandas de mercado


A área de Business Intelligence está intrinsecamente ligada à área de tecnologia, por motivos óbvios.


Cada vez mais surgem novas soluções tecnológicas para melhoria de processos, automatização de relatórios e análises, conexões entre banco de dados e de ferramentas de visualização de dados. Esse passo está correlacionado com o anterior, na questão de ferramentas, não importa o número de certificados que você tenha, o importante é sempre praticar, espontaneamente ou por necessidades de trabalho.


Com isso, automaticamente você estará se atualizando com as novidades tecnológicas que as ferramentas trazem a todo momento. Soft Skill: Antenado às novidades, curioso, espírito faça você mesmo.



Confira esse Vídeo do nosso Canal Tivemos uma conversa super interessante com o João Barbosa, Especialista em Business Intelligence. Ele nos trouxe alguns cases reais que ele passou na sua trajetória na área de BI e como ele superou esses desafios. Confira o vídeo na íntegra:


# Passo 4: Execute um trabalho experimental, seguindo um fluxo de demanda de ponta a ponta


Um dos soft skills citados nesse blog é a questão do faça você mesmo, e ela se aplica na jornada de estudos e prática para que o profissional que almeja atuar na área de Business Intelligence possa se capacitar e acima de tudo, se sentir o mais confortável possível dentro das disciplinas de BI. Como posso fazer um trabalho experimental permeando os principais steps do Business Intelligence?


  • Desenvolva uma análise sobre um tema que você goste, por exemplo dados de filmes, dados de viagens, dados de compras de produtos esportivos, entre outros.

  • Busque por esses dados abertos na internet, como o site https://dados.gov.br/ e baixe a ou as tabelas.

  • Escreva as perguntas que você quer responder com sua análise

  • Estude as bases de dados baixadas e comece a analisar as transformações necessárias dos dados (por exemplo tornar os campos números, ou ajustes no formato de datas) para que seja possível aplicar cálculos como soma, divisão, média, desvio padrão, etc.

  • Monte uma visualização utilizando algum software, o que você estiver mais interessado em aprender, como Data Studio, PowerBi ou até mesmo o próprio Excel.

  • Responda as perguntas que você elaborou na etapa 3 e tente respondê-las através dos gráficos.

  • Compartilhe com colegas e pessoas de outras áreas para que você avalie se seu material está explicativo e amigável mesmo para pessoas que não trabalham com dados.

Soft Skill: Persistência, criatividade, auto avaliação, resiliência


Links para aprender mais:


Curso Power BI

# Passo 5: Faça um curso especializado ou de longa duração


Esse passo requer investimento, que em alguns casos inviabiliza o processo de aprendizagem e por consequência a atuação ou migração para a área de Business Intelligence. Porém caso seja possível, e para que você adquira mais conhecimentos, busque conteúdos atualizados, e entendimento das melhores práticas de mercado, um curso focado em ferramentas de Business Intelligence, ou algo ainda mais imersivo e conceitual que é o caso de um MBA na área, certamente lhe darão mais consistência e segurança na atuação com dados. Soft Skill: Disciplina, multitarefas, organização, responsabilidade


# Passo 6: Faça conexões e demonstre interesse na área de Business Intelligence


Quem não conhece o ditado que diz que “Quem tem boca vai à Roma”, pois é, você precisa demonstrar interesse em trabalhar com Business Intelligence, independente da disciplina de preferência, mas além disso é fundamental amplificar suas conexões, para que você possa ter contato com outras pessoas, ideia, oportunidades, conhecimento e por aí vai. Busque participar de grupos sobre o tema que você mais tem vontade de aprender e aproveite isso para conhecer novos jeitos e caminhos de aplicar o conhecimento que você está adquirindo. O pessoal de Business Intelligence normalmente é super solícito e demonstra disponibilidade e disposição para ajudar. Soft Skill: Mente aberta, trabalho em equipe e colaboração



# Passo 7: Construa seu portfólio e atualize seu Linkedin


Com a alta demanda de mercado e a escassez de mão de obra qualificada, encontrar profissionais de Business Intelligence, não tem sido uma tarefa fácil para os time de RH. Vale muito a pena manter seu linkedin atualizado e utilizar as palavras-chave corretas para que seu perfil seja encontrado mais facilmente.


Além disso, incluir e anexar seus certificados, portfólios, trabalhos realizados e detalhar tudo isso vai fazer com que as pessoas entendam seu potencial e as áreas que você possui mais conhecimento. Caso se sinta confortável, peça recomendações, além de ser uma ótima prática, vai trazer para o seu perfil mais consistência e relevância para aquelas conexões que ainda não te conhecem. Soft Skill: Audácia, perfil inovador, criatividade. Links para aprender mais: Perfil campeão no Linkedin Publique seus trabalhos em Tableau


 

Fique por dentro de todas as novidades no mundo do Business Intelligence. Conheça nosso acervo de Indicações de livros, cursos e ferramentas -> Indicações the BI lab.


Se você está curtindo nosso conteúdo, inscreva-se no nosso Blog e conheça nosso canal no YouTube. Não perca nossos artigos semanais, repletos de insights e tendências que vão impulsionar seus conhecimentos.

redator thebilab


Comments


bottom of page